quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Hoje é o Dia do Astrônomo.

Criado pela Lei nº 4.835, a partir de um projeto do deputado federal Guilherme Campos, o dia do astrônomo foi instituído no Estado do Rio de Janeiro no dia 30 de agosto de 2006. A data coincide com o aniversário do imperador Dom Pedro II, um notável incentivador da astronomia.
Parabens a todos aqueles, profissionais ou amadores, que participam da mais antiga das ciências: a Astronomia.

Astrônomos observam o céu com telescópios, lunetas ou a olho nu.

Um comentário:

  1. Prezado Otávio Jardim,
    Venho corrigir uma injustiça com o nosso inesquecível MARCOMÍDIA, que teve papel fundamental na existência desta lei, a Lei nº. 4.835/2006, é uma Lei Estadual do ESTADO DO RIO DE JANEIRO, foi na verdade sancionada pela Governadora Rosinha Garotinho, em 30/08/2006, e publicada no DOERJ de 31/08/2006, a partir do Projeto de Lei nº. 3174/2006 do Deputado Estadual Adroaldo Peixoto Garani. Sendo o primeiro Estado Brasileiro a comemorar esta data. Na primeira comemoração da data no dia 02/12/2006, foi organizado pelo Professor Marcomede Rangel, no auditório do Museu Nacional da Quinta da Boavista um ciclo de palestras sobre o tema. Além do próprio Prof. Marcomede, foram palestrantes a Profa. Elizabeth Zuccolotto, a Profa. Noeli e outros.
    O projeto de 2009 do Deputado Federal Guilherme Campos do Dem de SP, encontra-se ainda, em tramitação na Câmara Federal. Na verdade é uma cópia do projeto que é lei no ESTADO DO RIO DE JANEIRO desde 2006. “Errado” foi não citar, na verdade, de onde saiu a “idéia”. Como já diziam a muito... “nem tudo que reluz é ouro.”
    Abaixo reproduzo texto publicado no Jornal da Ciência, que vai esclarecer qualquer duvida!
    Um abraço,
    César Martins

    Jornal da Ciência (JC E-Mail) - 01 de outubro de 2006
    ====================================================
    Edição 3093 - Notícias de C&T - Serviço da SBPC
    ====================================================
    4 - Criado no RJ o "Dia do Astrônomo"

    Data será comemorada em 2 de dezembro


    O Projeto de Lei 3174/2006, de autoria do deputado Adroaldo Peixoto, publicado em Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, em 2 de fevereiro de 2006, passou pelas comissões de Constituinte, Justiça e Ciência e Tecnologia, foi a plenário duas vezes e agora é lei.

    A lei número 4.835 foi publicada, no Diário Oficial do Estado, em 30 de agosto e cria no Estado do RJ o "Dia do Astrônomo", a ser comemorado na data de 2 de dezembro de cada ano.

    O PL foi sugerido e contou com a assessoria de Marcomede Rangel Nunes, do Observatório Nacional/MCT, e de Francisco Cesar Martins (assessor do deputado) e tem como objetivo lembrar a data nas escolas e na comunidade de uma maneira geral, estimulando o interesse pela Ciência.

    As homenagens poderão ser feitas aos astrônomos profissionais, amadores e profissionais que exercem suas funções na respectiva área, como físicos, matemáticos, engenheiros entre outros.

    Para o dia da comemoração foi escolhida a data de nascimento do Imperador D. Pedro II, que era um astrônomo e tinha uma estreita relação com o Imperial Observatório do Rio de Janeiro, atual Observatório Nacional.

    Em 15 de outubro de 1827, seu pai, D. Pedro I, criou a instituição por Decreto Imperial. Em 1890, já no exílio, D. Pedro II foi homenageado, com o nome do asteróide Brasília, de número 293, descoberto em Nice, pelo astrônomo Charlois.

    Uma homenagem a um dos grandes incentivadores da Astronomia, não só no Brasil, como na Europa.

    Um outro astrônomo amador, desconhecido dos brasileiros, foi o inventor Alberto Santos Dumont, que teve um observatório astronômico em Trouville, na França, e na casa A Encantada, em Petrópolis. Seu interesse maior era por meteoros.

    Em 1976 a União Astrônomica Internacional batizou uma cratera na Lua com seu nome, em projeto sugerido pelo astrônomo Luiz Muniz Barreto, que também foi diretor do Observatório Nacional.
    (Informações de Marcomede Rangel, do Observatório Nacional - MCT)

    ResponderExcluir