segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Tradução da nota oficial da NASA e reportagens na imprensa brasileira sobre a SN 1979c

A reportagem do uol: http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/album/1011_album.jhtm?abrefoto=27
E a reportagem do O Globo transcrita pelo Blog 'Stella':http://gaea-stella.blogspot.com/2010/11/cientistas-encontram-o-mais-jovem.html

Abaixo uma tradução da nota oficial do site da NASA (http://www.nasa.gov/home/hqnews/2010/nov/HQ_10-299_CHANDRA.html)
NASA'S Chandra encontra o mais próximo e jovem buraco negro

WASHINGTON -- Astronomos utilizando o telescópio Chandra encontraram evidencias do mais jovem buraco negro conhecido na nossa vozinhanca cósmica. O buraco negro de 30 anos de idade provê uma oportunidade unica de observar o desenvolvimento desde a 'infância' desse tipo de objeto.
O buraco negro pode ajudar os cientistas a ter um melhor entendimento de como estrelas massivas explodem, quais deixam para tras um buraco negro ou uma estrela de neutrons, e o numero de buracos negros em nossa e outras galáxias.
O objeto de 30 anos de idade é o que sobrou da SN 1979C, uma supernova na galáxia M100 distante aproximadamente 50 milhoes de anos luz da Terra. Dados do Chandra, do XMM-Newton e observatorio ROSAT, revelam uma luminosa fonte de raios-x que manteve-se estavel durante observacoes de 1995 a 2007. Isso sugere que o objeto é um buraco negro sendo alimentado tanto por material originado da propria supernova, como por alguma estrela companheira.
"Se nossa interpretacao estiver correta, esse é o exemplo jamais observado do nascimento do mais próximo buraco negro", disse Daniel Patnaude do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics em Cambridge, Mass, que lidera os estudos.

Os cientistas acham que SN 1979C, primeiramente descoberta por um astronomo amador em 1979, formou-se de uma estrela de massa aproximada 20 vezes maior que o sol. Recentemente muitos buracos negros no universo distante foram detectados por seus jatos de raios gama.
Entretanto, SN 1979C é diferente porque é muito mais próximo e pertence a uma classe de supernovas que não está associada a emissoes de raios gama. Teorias predizem que muitos dos buracos negros do universo pode se formar quando o nucleo de uma estrela se colapsa e emissoes de raios gama não seriam produzidos.
Esse pode ser o primeiro caso onde a via de formação 'comum' de um buraco negro pode ser observada" disse o co-autor Abraham Loeb, também pertencente ao Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics. "Entretanto, é bem difívil detectar esse tipo de nascimento de buraco negro porque décadas de observacao de raios-x são necessárias para chegar as conclusoes".
A ideia de observar um buraco negro de 30 anos é consistente com estutos teoricos recentes. Em 2005 foi apresentada uma teoria que a luz dessa supernova foi alimentada por um jato vindo do buraco negro que foi incapaz de penetrar no 'envelope de hidrogenio' da estrela para poder formar os 'jatos de raios gama'. Os resultados observados na SN 1979C se encaixam bem enssa teoria.
Embora a evidência aponta para um buraco negro recém-formado em SN 1979C, outra possibilidade intrigante é que uma estrela de nêutrons que gira rapidamente com um vento forte de partículas de alta energia possa ser a responsável pela emissão de raios-X. Isto faria com que o objeto da SN 1979C fosse o exemplo mais jovem e mais brilhante de uma "pulsar wind nebula" e uma estrela de nêutrons. O pulsar do caranguejo, o mais conhecido exemplo de uma nebulosa "pulsar wind", com cerca de 950 anos de idade.
"É muito gratificante ver como o comprometimento de alguns dos mais avancados telescopios espaciais, como o Chandra, podem ajudar a completar a historia", disse Jon Morse, diretor da Divisao de Astrofisica da NASA.
Os resultados aparecerao na revista New AStronomy, em um artigo escrito por Patnaude, Loeb, e Christine Jones do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics.

Nenhum comentário:

Postar um comentário