quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Menina de 10 anos é a "mais jovem descobridora de supernova"

Uma menina canadense de dez anos de idade se tornou a pessoa mais jovem até hoje a identificar uma supernova --estrela que, ao explodir, brilha intensamente até perder luminosidade.
Kathryn Gray estava estudando imagens obtidas em um observatório amador, no último domingo, quando notou a supernova.
As fotos haviam sido mandadas para seu pai, Paul Gray, um astrônomo amador, que ajudou Kathryn a fazer a descoberta, descartando que se tratasse de um asteroide e verificando a lista de supernovas já conhecidas.
A descoberta foi averiguada e registrada pela Sociedade Real de Astronomia do Canadá (RASC, na sigla em inglês), que considerou Kathryn a pessoa mais jovem que se tem conhecimento a conduzir tal feito.
"Estou muito empolgada. É uma ótima sensação", disse a menina ao jornal canadense "Star".
Assista ao video (em inglês) do jornal canadense "The Star":



A supernova 2010lt.
 (VÍDEO e FOTOS no link abaixo)
(David Smith/AP)

"É fantástico que alguém tão jovem demonstre paixão pela astronomia. Que descoberta incrível", disse Deborah Thompson, da RASC.
A supernova --batizada de 2010lt-- foi localizada na galáxia UGC 3378, a cerca de 240 milhões de anos-luz de distância, na constelação de Camelopardalis, ou da Girafa.
Eventos raros, as supernovas consistem em explosões que marcam a morte violenta de estrelas maiores que o Sol.
Para identificar esses eventos é preciso observar imagens antigas de campos estelares e compará-las com imagens novas. A supernova se revela como um ponto mais brilhante que estrelas comuns, por isso, pode ser vista por meio de um telescópio simples.
Os eventos interessam aos astrônomos porque produzem a maioria dos elementos químicos que fizeram a Terra e outros planetas e porque supernovas distantes podem ser usadas para estimar o tamanho e a idade do Universo, disse a RASC em um comunicado.

Fonte: The Star e BBC Brasil.

Um comentário:

  1. Olá, Otávio!
    A maior sorte dela é que vive no Canadá e não aqui! Imagina daqui mais alguns anos, quando receber mais instruções e ensinamentos, hein?
    Acorda Brasil!!!!!!!!!!!!
    [1]!!!!!

    ResponderExcluir