quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Morreu Jayme Tiomno, um dos maiores nomes da física brasileira.

O físico Jayme Tiomno faleceu na madrugada desta quarta-feira, dia 12, no Rio de Janeiro. O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, manifestou pesar em nota oficial

Jayme Tiomno foi um dos físicos mais renomados do país, integrante da geração de pioneiros que inclui Mário Schenberg, Marcelo Damy, César Lattes e José Leite Lopes.
(CONTINUA...)
Para ler mais sobre Tiomno:
Artigo mais completo, com uma completa biografia: Ciência Hoje (http://cienciahoje.uol.com.br/blogues/bussola/dia-triste-para-a-historia-da-ciencia#);
Nota do CBPF: (http://portal.cbpf.br/index.php?page=Noticias.VerNoticia&id=401);
Sociedade Brasileira de Física SBF: (http://www.sbfisica.org.br/v1/index.php?option=com_content&view=article&id=265:jayme-tiomno-morre-aos-90-anos&catid=82:janeiro-2011&Itemid=270);

Ao lado de Lattes e Leite Lopes, foi um dos fundadores do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), hoje vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). Tiomno também comprometeu-se com a criação da Universidade de Brasília (UnB), idealizada por Darcy Ribeiro.
Tiomno formou-se em física em Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil, hoje Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 1941. Titulou-se mestre e doutor na Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, em 1950. Conquistou o título de doutor pela Universidade de São Paulo (USP), em 1968.
Além das passagens pela UnB, pela USP e pelo CBPF, Tiomno foi professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), onde trabalhou depois de retornar ao país, em 1973. Atingido pelo Ato Institucional no. 5, promulgado pelo governo da ditadura militar em 1968, Tiomno voltou a trabalhar na Universidade de Princeton antes de assumir a vaga na PUC-Rio.
Tiomno era membro da Academia Brasileira de Ciências (ABC), da qual foi secretário-geral no biênio 1955-57. Nascido em 16 de abril de 1920, Tiomno estava com 90 anos. Ele deixa a esposa Elisa Frota Pessoa, também física.
Leia a íntegra da nota assinada pelo ministro Aloizio Mercadante:
"Jayme Tiomno é um dos grandes nomes da brilhante geração de físicos brasileiros, entre os quais estão César Lattes, Mário Schenberg, José Leite Lopes, Marcelo Damy e Mário Alves Guimarães. Eles marcaram época na história da ciência em nosso país.
Tiomno conviveu com os mais renomados físicos de seu tempo, inclusive Albert Einstein. Ao lado de Lattes e Leite Lopes, foi um dos fundadores do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) e comprometeu-se profundamente com a experiência inovadora da Universidade de Brasília, criada por Darcy Ribeiro.
Deixou o exemplo imperecível de uma vida inteira dedicada ao conhecimento científico para o bem da espécie humana. É um dos nossos maiores orgulhos e uma fonte de inspiração permanente para todos os pesquisadores brasileiros, sobretudo para as novas gerações. O avanço da ciência no Brasil hoje tem raízes profundas no trabalho incansável e genial de cientistas como Jayme Tiomno."

Fonte: Jornal da Ciência, Academia Brasileira de Ciências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário