sexta-feira, 10 de maio de 2013

NASA abandona o Windows e usará o Linux na Estação Espacial

Estabilidade para astronautas e robô

A NASA decidiu trocar o sistema Windows pelo Linux nos equipamentos pessoais dos astronautas que estão na Estação Espacial Internacional (ISS). Segundo a Fundação Linux, um dos membros da NASA disse que a mudança está baseada na necessidade de contar com um sistema estável e confiável.


Além dos equipamentos pessoais dos astronautas, o Linux também passará a ser o sistema operacional do robô Robonaut (R2), projetado para assumir algumas responsabilidades dos astronautas, que utilizarão computadores portáteis com Debian 6, codinome "Squeeze" da distribuição comercial livre do Linux.



Keith Chuvala da United Space Alliance, gestor da Space Operations Computing (SpOC) e responsável pela equipe de integração de PCs e redes na Estação Espacial Internacional, explicou recentemente o por que a NASA decidiu migrar para Linux os PC’s da Estação Espacial. A razão é simples, os principais funcionários necessitam de um sistema estável e confiável e que possa ser modificado à medida das necessidades. Além disso, é difícil obter suporte técnico a 400 kms da Terra.

Ele ainda destacou que a capacidade do Linux ajudará os desenvolvedores da NASA a garantir que o R2 possa ser produtivo na ISS.

A Linux Foundation preparou dois cursos que visam introduzir o sistema Linux e também ensinar como desenvolver aplicações para este sistema. Chuvala explicou que as formações visam preparar os funcionários para várias distribuições, como por exemplo Debian 6 ou Scientific Linux, um clone do RHEL – Red Hat Enterprise Linux.

O uso da plataforma livre Ubuntu e Linux na NASA:

1. NASA usa a plataforma livre Ubuntu para salvar dados de satélites, naves espaciais distantes e outros projetos científicos para servidores e componentes de rede.
2. NASA também usa Linux em robótica, já tendo sido usado em projetos como o Mars Rover. É o Linux que ajudou a NASA a começar este projeto no solo.
3. Linux também está presente no JPL (Laboratório de Propulsão a Jato) em Pasadena, Estados Unidos,  por vários de anos. Eles usaram Linux para ajudar com projetos relativos à construção do voo espacial tripulado e exploração do espaço profundo.
4. Linux tem alimentado super computadores para a NASA por anos, e essa tecnologia é usada para ajudar as missões de voo da agência, executar tarefas de engenharia aeroespacial e pesquisas climáticas.
5. Surpreendentemente, com todas as diferentes opções disponíveis para os pesquisadores e engenheiros da NASA, muitos optam por usar o Linux em seus computadores pessoais dentro do seu laboratório.



Fonte: 
Linux Foundation (em inglês)

Um comentário:

  1. Olá, Otávio!!!!

    Muita gente, agora, ficará sabendo que, em termos de estabilidade funcional, velocidade de funcionamento e segurança de sistemas de informática, destinados a executar a maioria dessas tarefas científicas de 20 anos pra cá, foi devido ao uso desse sistema operacional chamado... linux!!!!

    Finalmente, agora e... assim espero, a maioria dos usuários de computador compreenderão o que significa... "sistema operacional", que são vários deles e que os melhores técnicos e cientistas confiam no OS LINUX do que no OS Windows, apesar desse último, ter surgido primeiro e por isso mesmo, é que é bastante conhecido e usado!!!!
    Tenho vários amigos, profissionais e/ou amantes de informática, tais como por exemplo:o Francisco Shin, Ediglay Alexandre e o Kleber Bandeira, entre vários outros!!!! Vou compartilhar o post para que, principalmente eles, possam saber dessa notícia!!!!

    Um abraço!!!!

    ResponderExcluir