sábado, 9 de janeiro de 2010

Especial: planetas fora do Sistema Solar e a possibilidade de vida.

Todo fim de semana esse blog vai trazer um artigo especial, sobre alguma coisa interessante. E o 1º artigo especial é sobre os exoplanetas...
Essa semana que passou foram anunciadas importantes estudos sobre eles, durante a reunião da Associação Astronômica Americana, mas afinal porque se estuda tanto planetas em outros sistemas estelares??
A resposta é dada com uma pergunta: Você já olhou para o céu a noite e se perguntou se realmente estamos sós? Já se perguntou se essas incontáveis estrelas e planetas são realmente vazias de vida?? Se forem, porque elas existem então?
Os astrônomos fizeram essas perguntas para si mesmos e estudam esses planetas a procura de um ambiente favorável a vida.
Os astrônomos consideram que um ambiente 'favorável a vida' em outro planeta precisa ter algumas características, como:
1º) ser um planeta rochoso: a maioria dos planetas descobertos até agora (cerca de 400) são gasosos como o nosso Júpiter, e isso é um empecilho a formação da vida, já que a maioria dos cientistas acreditam que um planeta gasoso não daria suporte a vida como nós a conhecemos.
2º) estar na chamada 'zona habitável': um planeta candidato a ter vida não pode estar nem muito próximo nem muito distante da sua estrela, para que a temperatura não seja muito extrema e possibilite a existência de água liquida... Mas a zona habitável de um planeta também depende do tipo espectral de sua estrela.

3º) água em estado líquido: partindo do princípio que as formas de vida que conhecemos precisam de metano e oxigênio para existir, isso implica que elas precisam de água na forma líquida. Então esse planeta precisa ter uma temperatura média entre 0 e 100 graus Celsius.`
Existem outros fatores, é claro, mas resumidamente esses são os principais.
Acredita-se que, com o Telescópio Kepler e o futuro lançamento do Corot, dentro de 5 anos descubra um planeta parecido com a Terra onde a vida possa ter se desenvolvido. A imagem abaixo é a 1ª foto de um exoplaneta.

Segundo as estimativas 15% dos sistemas estelares são como o nosso (o que não é nada desanimador, já que existem bilhões e bilhões de estrelas) e 70% das estrelas possuem planetas rochosos.
As buscas por um planeta com condições boas se concentram em estrelas parecidas com o Sol, porque as estrelas mais quentes vivem menos (a possibilidade de a vida evoluir é menor) e as mais frias possuem intensas atividades na sua cromosfera. Só na nossa Galáxia, 10% das estrelas são como o Sol (1000 estrelas num raio de 300 anos-luz, ou seja, no nosso quintal!!).
O jeito é esperar por novas descobertas... Mas vai me dizer que você nunca olhou lá pra cima e imaginou que alguém em uma daquelas estrelas não estava fazendo a mesma coisa que você, e se perguntando se não existia vida lá naquele pequeno pontinho branco. Isso se você não já viu um ET ou um disco-voador dando um passeio aqui na Terra...
Até a próxima...
Abaixo algumas concepções artísticas de como seria um planeta fora do Sistema Solar:


Nenhum comentário:

Postar um comentário