sexta-feira, 27 de maio de 2011

A Reinauguração do Observatório Camille Flammarion, na França

Ainda ontem lia sobre a biografia desse grande astronomo francês e aconstrução desse Observatório, no livro "Alô Galáxia"; de um outro grande astronomo: Ronaldo Mourão.

Após vários anos necessitando reforma em suas instalações, finalmente o Observatório Camille Flammarion em Juvisy-sur-Orge, França, reabrirá suas portas a partir de setembro próximo.
UMA HISTÓRIA FASCINANTE
Em dezembro de 1882, M. Méret, rico proprietário em Bordeaux e admirador das obras e os pensamentos filosóficos de Camille Flammarion (1842-1925), escreveu-lhe uma carta para que aceitasse uma bela propriedade sua na então Vila de Juvisy-sur-Orge, Deptº de Seine-et-Oise , próxima a Paris. M. Méret era astrônomo amador e havia se entusiasmado com a leitura da ‘Astronomia Popular’ de Flammarion, obra extraordinária para sua época e que ainda hoje é fonte de consulta. A propriedade rodeada por um belo parque, após quase dois anos de obras ficou pronta em 1883. Flammarion funda então o seu Observatório de Juvisy colocando no portal de entrada as sábias palavras : ‘Ad Veritaten per Scientiam”. A inauguração aconteceu em 1887 por C. Flammarion e o imperador do Brasil, D. Pedro II (L’Astronomie’,18/02/2010), astrônomo amador e fundador do Imperial Observatório do Rio de Janeiro. Cumpre destacar que a presença de D. Pedro II teve um caráter especial pois era o reconhecimento de um Chefe de Estado ao “Mestre de Juvisy”. Era profunda a ligação do nosso imperador com Flammarion e isto está retratado na comenda da “Ordem da Roza” outorgada a Flammarion. Para marcar indelevelmente esta visita, D. Pedro II plantou um pinheiro nos jardins do Observatório. Nesta ocasião juntamente com Flammarion, com uma observação do planeta Vênus, foi inaugurada a luneta de 24 cm construída por Bardou. Em 2005 o renomado astrônomo Ronaldo R. de Freitas Mourão (1935- ) visitou o Observatório e viu o pinheiro plantado por D. Pedro II.

A REFORMA
Após o falecimento da M. Gabrielle Flammarion em 27/10/1962, legítima herdeira e depositária fiel dos ideais e pensamentos do marido, o Observatório de Juvisy passou a propriedade da Sociedade Astronômica da França, SAF. Os elevados custos com a restauração que se fazia necessário, demandou mais de 30 anos. Em 1972, grande parte da propriedade é concedida a municipalidade de Juvisy-sur-Orge com a incumbência da restauração do prédio visando criar um centro de cultura científica. Diversos projetos são propostos não recebendo entretanto nenhuma adoção das partes. Em 2003 a SAF toma conhecimento de uma nova associação criada pelos moradores de Juvisy, a “Associação Amigos de Camille Flammarion”, AACF, com a tarefa de congregar os munícipes para a tarefa de salvaguardar o patrimÃ?nio que representava o Observa tório. Foi possível então unir os esforços da SAF e da AACF. Desta colaboração surgiu em 2005 as “Festividades Flammarion” e as “Jornadas Européias do Patrimônio”. Isto propiciou que em 2006 fosse obtido um financiamento de 20.000 euros por parte da Fundação Maxime-Goury Laffont completada com uma subvenção de 10.000 euros da direção da “Affaires Culturelles” d’ Îlle-de-France (DRACÎdF) para a restauração da luneta astronômica de Flammarion. Em 2 de junho de 2007 a restauração é empreendida pela Sociedade TRASUD com a presença do historiador de ciências, o americano Owen Gingerich. Uma segunda etapa contou com a participação na área política do M. Jean Marsaudon. Várias gestões são encetadas a seguir entre a SAF, AACF, a municipalidade de Juvisy e vários órgãos governamentais para a obtenção de uma dotação de 530.000 euros. O Conselho Municipal de Juvisy-sur-Orge vota e concede então uma soma de 220.000 euros para continua r as reformas necessárias. Em setembro de 2009 outros financiamentos permitem a restauração da cúpola. Em 2010 prosseguem os trabalhos com a intenção de reinaugurar o Observatório em 17/18 de setembro de 2011 durante as “Jornadas Européias do Patrimônio”. Nesta ocasião, já confirmada, será colocada uma placa rendendo homenagem as ações de M. Jean Marsaudon, laureado a título póstumo com o ‘Premio Gabrielle e Camille Flammarion’. M. Jean Marsaudon faleceu prematuramente em setembro de 2008.

PRESENÇA DO BRASIL
Relembrando a visita de D. Pedro II e no contexto da importância histórica, científica, cultural e pedagógica que representa o Observatório Camille Flammarion para a França e para o mundo, acredito ser relevante que o Brasil se faça representar novamente na reinauguração. Como Membro Titular da SAF, gostaria que algum colega interessado em ir a reinauguração entrasse em contato comigo para um intercâmbio de informações visando a presença do Brasil .

HOMENAGENS NO ESPAÇO

Gabriella – asteróide nº 355 descoberto pelo astrônomo francês Auguste Charlois (1865-1910) no Observatório de Nice em 20/01/1893.
Juvisia – asteróide nº 605 descoberto no Observatório de Heidelberg pelo astrônomo alemão Max Wolf (1863-1932) em 26/08/1906.
Flammarion – asteróide nº 1021 descoberto também por Max Wolf no Observatório de Heidelberg em 11/03/1924.
Flammarion – circo lunar com 75 km de diâmetro.
Flammarion - cratera no planeta Marte com 179 km de diâmetro.

(por Nelson Travnik)

Fonte: NEO (Núcleo de Equipamentos Observacionais) (http://gaea-neo.blogspot.com/2011/05/reinauguracao-do-observatorio-camille.html?showComment=1306523846167#c6005582442265033095) (26 maio 2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário