sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Chuva de mateoros hoje e amanhã, na constelação das Três Marias!

Na madrugada de hoje para amanha a chuva de meteoros Orinídeos atingirá o seu máximo de atividade. O nome das chuvas de meteoros indicam de qual constelação eles parecerão sair: nesse caso, da constelação de Órion (a constelação do mítico guerreiro, famosa pelas Três Marias). 
Essa chuva de meteoros (chamados popularmente como 'estrelas cadentes') ocorre todo ano quando a Terra atravessa os rastros deixados na órbita do famoso cometa Halley (que nos visitará em 2056). 
Mas, não espere um espetáculo como os dos anos 2006 a 2009. Devido à Lua em Quarto minguante, o seu brilho ofuscará os meteoros e espera-se uma baixa taxa de 20 meteoros por hora. A IMO (International Meteor Organization), nem mesmo colocou essa chuva em discussão este ano em seu site.

Um guia, postado no blog de Newton Cesár Florencio nos dá dicas de como observar os meteoros deixados pelo Halley: 
"Para observar essa  chuva de meteoros, na noite de 20 para 21 de outubro (no noite seguinte também dá pra ver), procure um local bem aberto onde você possa ver uma grande parte do céu, em um cadeira de praia (ou deitado confortavelmente no chão) e fique de olho no alto do céu, mas com a cadeira virada para o Leste (lado que o Sol nasce),  procure por Órion, a constelação onde ficam as famosas “três marias”, depois das 23h30, é de lá que os meteoros parecerão estar saindo, porém não é necessário ficar olhando sempre para ele, olhe de preferência para o alto do céu.  Até a Lua nascer, você terá 3 horas para tentar a sorte e ver."
O jornal o Estado de S.Paulo publicou um artigo sobre a chuva de meteoros e como a NASA estudará os impactos (alguns visíveis até da Terra) do meteoritos na Lua (como lá não tem atmosfera para frear-los, as consequências podem ser sérias para uma futura colonia humana na Lua). 
O blog Observatório, do site G1, publicou um artigo sobre os Orinídeos e no site Observatório Céu Austral pode ser ler um pouco da história dessa chuva de meteoros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário