domingo, 5 de agosto de 2012

Acompanhe AO VIVO pouso do jipe-robô Curiosity em Marte

Na madrugada de domingo para segunda, o robô mais complexo já construído atravessará a atmosfera marciana a uma velocidade 5 vezes mais rápida que o som (21.200 km/h). O pouso será às 2h31min (horário de Brasília), e a NASA e este blog transmitirão ao vivo. O jipe-robô Curiosity pesa cerca de 10 vezes mais (1 tonelada) e é o dobro do tamanho do que os recentes robôs enviados à Marte, os gêmeos Spirit e Opportunity.
Acompanha AO VIVO o pouso do Curiosity.O custo da missão, que engloba a MSL (Mars Science Laboratory), uma nave-mãe que carrega o jipe-robô chega a 2,4 bilhões de dólares (o orçamento de Campos RJ no ano passado chegou a 1,9 bilhão de reais) e tem como objetivo principal encontrar vida, ou vestígios de vida em Marte.





A chegada no solo será muito bem registrada, serão 14 sensores no escudo de calor (7 sensores medindo temperatura e 7 para pressão atmosférica) e esses dados ajudarão na futuras missões robóticas e tripuladas.

Desde que ele foi lançado, em 16 de novembro de 2011, passaram-se 8 meses e meio até chegar em Marte. Chegando na atmosfera marciana serão 7 minutos, que os engenheiros da NASA oportunamente chamam de "7 minutos de terror", em que o controle da missão (em Pasadena, Califórnia) não consegue receber dados da sonda (devido a um atraso de 14 minutos na comunicação).

Conheça em detalhes os 11 instrumentos do Curiosity e veja também a impressionante previsão do tempo em Marte para o pouso da sonda, com tempestades de areia e nuvens de gelo.

Leia abaixo todas as fases do pouso:

De acordo com o cronograma do laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, JPL, que coordena a missão, 17 minutos antes de o jipe Curiosity pousar na superfície marciana terá início a fase EDL, siglas iniciais em inglês para Entrada-Descida-Pouso. Essa fase começa a 125 km de altitude e tem como objetivo liberar o casulo acoplado à MSL. A bordo do casulo segue o robô Curiosity.

Entrada
Dez minutos depois começa de fato a fase de entrada, quando a nave-casulo sofrerá uma forte desaceleração devido ao atrito com a atmosfera marciana. A desaceleração diminuirá a velocidade do artefato de 5 km/s para cerca de 400 m/s, fazendo a temperatura da estrutura ultrapassar 1600 graus Celsius.

Descida
Quatro minutos depois, quando a nave estiver a 11 km de altitude o paraquedas será aberto. Durante três minutos a nave continuará descendo e perdendo velocidade e quando atingir 8 km o escudo térmico que protegeu a nave do calor da entrada será ejetado. Alguns segundos depois, após a estabilização do artefato o altímetro-radar assumirá o controle da descida.

Pouso
Quando o conjunto estiver a 1600 de altitude, um sinal enviado pelo altímetro-radar obrigará o casulo-paraquedas a se separar do jipe-robô, que continuará a descida freado por um conjunto de retrofoguetes acoplados a um pequeno guindaste.
A fase final acontece a poucos metros do solo, quando as cordas do guindaste baixarão o jipe-robô até o centro da cratera Gale, alvo primário da expedição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário