sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Começa a viagem para a simulação de Marte e a visita a NASA.

Abaixo reportagem no site do IFF (Instituto Federal Fluminense) sobre sua participação na 1ª simulação brasileira de uma viagem a Marte. Os integrantes viajaram ontem de manhã para o Rio de Janeiro, de lá embarcaram para Houstoun.
DA esquerda para direita: Hermério Junior, Monique e Lucas Freitas.

Os alunos da Escola de Astronomia, com o representante da Fundação Marcos Pontes e o Prof. Marcelo de Oliveira.

"Os quatro alunos dos câmpus Campos-Centro e Cabo Frio seguem na madrugada desta sexta-feira, 20/01, para Utah, nos Estados Unidos, em missão científica . 

Os estudantes Lucas de Souza Freitas, 18; Hermério dos Santos Almeida Jr, 17; Monique Barreto Pessoa, 15 e Ana Catarina Ávila Vitorino (câmpus Cabo Frio) integram a Tripulação 111, comandada pelo professor e pesquisador, Marcelo de Oliveira Souza.

A ida dos quatro para a missão resulta de parceria que envolve o Instituto Federal Fluminense, o Clube de Astronomia Louis Cruls e a Fundação Astronauta Marcos Pontes.

Na estação de pesquisa, a segunda instalada pela Mars Society (Sociedade de Marte), as tripulações desenvolvem trabalhos nas áreas científicas de biologia, geologia e psicologia (comportamento humano).
De acordo com a Mars, a iniciativa visa preparar pessoas para uma futura exploração de Marte. Além da base no sudoeste americano, a pesquisa é desenvolvida em outros pontos do mundo, como Austrália e Canadá. No deserto, com temperaturas superior às de Marte, as tripulações recolhem materiais para pesquisa e geram, ao final, relatórios que podem subsidiar missões espaciais.

- É uma experiência única para mim que pretendo seguir nessa área fazendo no futuro uma pós em astronomia ou física – comenta Lucas, aluno do 3º ano do Ensino Médio do câmpus Centro e que vai iniciar o curso de Engenharia de Controle e Automação.

- São sete dias em uma base usando roupas de astronauta, comendo comida de astronauta e fazendo uma pesquisa que será base para uma missão espacial científica. É muito interessante – diz Hermério, também aluno do câmpus Centro.

O professor Marcelo Lopes explica que os estudantes foram patrocinados pelo IFF, a empresa Geoprime e a Secretaria de Educação de Cabo Frio. Lucas teve apoio integral e Hermério parcial, do Instituto; Monique, pela empresa e Ana Catarina pela Secretaria de Educação de Cabo Frio."


Fonte: IFF

Nenhum comentário:

Postar um comentário