segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Ciência e espiritualidade: é possível?

As relações entre dois pensamentos  

Neste século em que tudo acontece e se transmite tão rapidamente, a ânsia das pessoas por verdades duradouras vem se tornando cada vez maior. O intercâmbio de informações entre culturas diferentes é ao mesmo tempo estimulante, assustadora e pode ser entendida como um monstro de duas cabeças, capaz de propiciar conhecimento, cultura, tecnologia bem como disseminar todo tipo de ódio, violência e criminalidade. Para isso contribui os filmes e jogos eletrônicos com cenas de indescritível violência.

Com anuência dos pais, os brinquedos vão dando lugar a ‘chupeta’ eletrônica’. Adolescentes armados intimidam colegas, afrontam os professores e promovem chacinas. O resultado é uma sensação de pânico e fragilidade que ameaça polarizar a sociedade a níveis insuportáveis.

Neste clima surgem então os oportunistas que se apresentam como única alternativa para nosso “mundo louco”. Nada mais natural a proliferação de novas religiões, novas crenças, profetas e arautos da ‘nova era’ que, graças aos menos esclarecidos, realizam ‘milagres’, prometem maravilhas e naturalmente acumulam imensas fortunas.

Para eles, o inferno e o apocalipse é uma dádiva de Deus. A astronomia nos mostra que, embora remota, é real a possibilidade da colisão de um asteroide ou cometa com a Terra. Essas colisões fazem parte do processo cósmico de evolução com inúmeras criações e destruições.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Meteoro passa sobre Campos e Espírito Santo: cobertura completa e atualizações

notícia tomou as capas dos jornais 


Atualização (dia 22, às 19h50min): Foi divulgado áudio da torre de comando do aeroporto de Vitória, no qual a torre diz ter visto 2 meteoros! Veja aqui.
Primeiras notícias
Na manhã de ontem, por volta das 10h10min, um meteoro cruzou o céu de Campos e mesmo com a forte luminosidade do Sol, ficou visível a olho nu por cerca de 12 segundos. Ele foi visto desde o sul do estado (em Cabo Frio), até em Vitória (no Espirito Santo).
Segundo observadores na torre de controle do aeroporto de Vitória o meteoro era amarelado e tinha trajetória descendente, no sentido de norte ao sul. A Infraero confirmou que foi observado uma bola de fogo do centro de controle, mas disse que não emitiu uma nota para os pilotos devido a rapidez do fenômeno. Ela também destacou que nenhuma operação aérea foi prejudicada pelo fenômeno.
De acordo com os bombeiros de Campos, o órgão recebeu vários chamados de alguns pontos da cidade campista, comunicando que uma bola de fogo estaria passando pelo céu.
Os meteoros que cruzam a atmosfera terrestre estão associados a formação do sistema solar. Eles são rochas que estão vagando no espaço.



O coordenador do Clube de Astronomia Louis Cruls (do IF Fluminense - Campos RJ), Marcelo Oliveira, disse que após a queda de um meteoro na Rússia na semana passada, ele recebeu um alerta da possibilidade de sinais no céu, emitido por um grupo de pesquisa internacional. Ele também lembra que esse fato é muito parecido com o que ocorreu em 2010, onde um meteoro foi avistado também nas regiões norte e noroeste do Rio de Janeiro, inclusive Campos e teria caído na cidade de Varre-Sai.
O Clube de Astronomia possui uma câmera especial, chamada de AllSky, projetada para gravar 24h o céu de Campos, mas devido ao horário em que o fenômeno aconteceu, os raios solares dificultaram a captura do flagrante.

Erro na TV
Na reportagem do Jornal Nacional, e nos outros jornais de TV, foi dito que houve a passagem de dois meteoros. Isso foi um equívoco, na verdade foi um só. Essa confusão se deu por conta de alguns relatos dizerem que a hora da passagem foi às 10h, e outros dizerem que foi por volta das 11h. 
Essa diferença de 1 hora entre os relatos foi porque várias pessoas ainda não tinham atrasado o relógio, ou seja, ainda estavam com o relógio no horário de verão (que acabou no domingo passado) e quando observaram o rastro luminoso no céu, olharam para o relógio e estava marcando próximo das 11h da manhã.

Local de impacto
Agora a grande pergunta é: esse meteoro atingiu o solo? Ou seja, ele resistiu as altas temperaturas geradas pelo atrito entre o corpo e a atmosfera e conseguiu o status de "meteorito"?
Existe um relato publicado em vários jornais do Espirito Santo, onde um funcionário de uma faculdade da Serra afirma ter visto o momento em que o objeto caiu do céu em uma mata localizada às margens da Rodovia ES 010. Abaixo o relato de José Roberto Eustáquio dos Santos, extraído de um jornal: 
"Em torno das 10h20 e 10h30 passou aquele fogo mais ou menos do tamanho de uma bola de futebol em direção à matinha. Eu vi ela cair do céu na mata. Minutos depois que caiu na mata começou a sair fumaça do local", disse.
O vigilante diz não ter dúvidas que o objeto tenha caído na região. Ele conta que ficou assustado com a cena. "Nunca vi nada parecido. Comentei com as pessoas, mas muitas não acreditaram".

Trajeto do meteoro, por Dirk Ross
O que os especialistas no assunto dizem.
Diante de tantas notícias desencontradas, é sempre bom ter uma fonte segura. O pesquisador japonês Dirk Ross, o maior especialista em meteoritos do mundo, disse em seu blog (tradução livre) que existe a chance de haver meteoritos e deles estarem em terra (não somente de terem caído no mar). Ainda completou: "Este evento, juntamente com o da Rússia e outros grandes eventos, demonstram que o Brasil precisa assumir a ameaça de impacto de um asteroide com mais seriedade e expandir a rede nacional de detecção, a partir das câmeras AllSky".
A maior especialista em meteoritos do Brasil, Maria Elizabeth Zucolotto (do Museu Nacional/UFRJ), afirma que os bólidos (bolas de fogo no céu) diurnos são mais raros que os noturnos, pois tem que ser bem brilhante para chamar atenção durante o dia.
Os bólidos são meteoros maiores, nove vezes mais brilhantes. Em geral sobrevivem à queima durante a passagem atmosférica (por serem maiores e mais resistentes que um pequeno meteoro).

O que está acontecendo?

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Agência Espacial ministra curso em Campos dos Goytacazes

Presidente da AEB Escola ministrou capacitação

Dois jornais publicaram artigos sobre a "Capacitação de Monitores" realizada pela AEB (Agência Espacial Brasileira) na cidade de Campos dos Goytacazes/RJ. O evento, realizado na quinta (dia 15) e sexta depois do carnaval, contou com palestras sobre o Programa Espacial Brasileiro e com treinamento para 20 membros do Clube de Astronomia Louis Cruls (CALC). Esse treinamento visa melhorar as atividades de divulgação científica em escolas e eventos.

O evento foi liderado por Eduardo Quintanilha, diretor do AEB Escola, um programa que visa aproximar a atividade espacial e as escolas.



Vale lembrar que o diretor da Agência Espacial Brasileira já confirmou presença no 6º Encontro Internacional de Astronomia e Astronáutica, em abril, aqui em Campos. E em uma reunião recente em Brasília, o Clube de Astronomia de Campos foi tido o mais conhecido do país, pela AEB.

Pode-se ler o artigo publicado no Jornal O Diário e, logo depois o do Ururau:

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Meteorito cai na Russia e deixa 1200 feridos: cobertura completa e atualizações

Não há brasileiros entre feridos

Atualização (1 agosto): Impressionante imagem da entrada do meteorito visto do espaço. Veja aqui.

Atualização (dia 2 de maio): A retirada do fragmento do meteorito no lago pode trazer uma catástrofe para a comunidade local. A explicação é que, ao ser levantado do fundo do lago, iria danificar e contaminar o sistema de abastecimento dessas cidades, devido ao meteorito estar preso a um 'lodo' de vários metros. Mas existem algumas maneiras de retirá-lo, leia mais.

Atualização (dia 23 de fev): O meteorito que caiu na Rússia é do tipo "condrito ordinário". Foram estudados cerca de 50 pequenos fragmentos achados na cratera de 8 metros do lago congelado Chebakul. Segundo estudos recentes, o meteorito pesava 10 mil toneladas e entrou na atmosfera com velocidade de 30 km/seg. O número de feridos foi cerca de 1200, e 40 pessoas ainda permanecem hospitalizadas. O prejuízo financeiro está em cerca de 65 milhões de reais. Leia aqui.

Atualização (dia 15 de fev): A Agência de notícias AFP e o Departamento de Polícia da região russa de Chelyabinsk acabam de divulgar as primeiras imagens da cratera do meteorito. Ele caiu num lago congelado de Chebakul e o buraco possui 6 metros (Terra).

Atualização (dia 15, às 13h17min): Sobe para 950 os feridos, com 46 em estado grave. A primeira informação dizia 540 feridos (Veja e Voz da Rússia)
Atualização (dia 15, às 11h56min): Militares encontram cratera do meteorito no lago Chebarkul. Mais de 300 edifícios em 6 cidades foram atingidos (Voz da Rússia).

Primeiras Notícias

Cerca de 540 pessoas ficaram feridas em consequência de um meteorito que atravessou o céu sobre a Rússia nesta sexta-feira (15), lançando bolas de fogo na direção da Terra, quebrando janelas e acionando alarmes de carros. O meteorito caiu a 80 quilômetros da cidade de Satki, no distrito de mesmo nome, por volta das 9h20 locais (1h20 em Brasília).

Segundo agências de notícias russas, o Ministério de Situações de Emergência do país informou que 540 pessoas ficaram feridas e buscaram assistência médica, incluindo 82 crianças. Destas, 112 foram hospitalizadas.


Em entrevista à 'Rádio Estadão', integrante da comunicação social da Embaixada Brasileira na Rússia, Alexandra Rudakova, relata que não há brasileiros entre os feridos, mas que o clima é de pânico.

Moradores que estavam a caminho do trabalho em Chelyabinsk ouviram um barulho que parecia ser de uma explosão, viram uma luz forte e sentiram uma onda de tremor, de acordo com um correspondente da Reuters na cidade industrial, que fica a 1.500 quilômetros de Moscou.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Criador do Radio JOVE (da NASA) e presidente da Explorer Scientific no 6º Encontro Internacional de Astronomia

ENCONTRO SERÁ EM CAMPOS, EM ABRIL

Mais dois nomes foram confirmados para o 6º EIAA (Encontro Internacional de Astronomia e Astronáutica) desse ano.

Já ouviu falar do projeto Radio JOVE, da NASA? É um projeto de pesquisa que ensina e encoraja estudantes e cientistas amadores a construir um radiotelescópio e estudar as emissões de rádio vindas de Júpiter, do Sol, ou do centro da nossa galáxia. E um de seus criadores, o Dr James Thieman, confirmou sua presença no Encontro

Outro nome confirmado é Scott Roberts, presidente da Explorer Scientific, grande entusiasta e divulgador da astronomia no mundo.

O 6º EIAA será em Campos dos Goytacazes (RJ), entre os dias 18 e 20 de abril. As inscrições já estão abertas!