domingo, 31 de março de 2013

A páscoa, aqui na Terra e na Estação Espacial

A astronomia na páscoa e a surpresa na ISS

A Páscoa é a maior celebração do mundo cristão, ela representa a ressurreição de Jesus Cristo, acontecido entre os anos de 30 e 33 d.C. A ressurreição aconteceu no período do 'Pessach', a páscoa judaica, que celebra a libertação do povo judeu dos egípcios.

Mas o que isso tem a ver com astronomia?
A data da páscoa é regulada de acordo com a 1ª lua cheia depois do equinócio de março (para nós do hemisfério sul, equinócio de outono). Foi o imperador Constantino que estipulou essa regra, no Concílio de Niceia (325 d.C) Isso também marca a data do carnaval: sete semanas antes da lua cheia citada. Portanto, a data da Páscoa varia entre 22 de março e 25 de abril.

Bem longe daqui, a cerca de 400 km de altura, os astronautas da Estação Espacial Internacional (ISS) também estão comemorando a Páscoa. O astronauta Chris Hadfield levou uma surpresa para seus colegas de exploração espacial. Em seu Twitter ele disse: "Não diga a minha equipe, mas eu trouxe ovos de páscoa :)" Veja abaixo como ver a Estação da sua cidade.


sábado, 30 de março de 2013

Melhor época para observar o planeta Mercúrio.

Amanhã é o melhor dia

Observar o planeta Mercúrio é uma bastante tarefa difícil. O astro orbita tão perto do Sol que mesmo sendo bastante brilhante fica quase impossível enxerga-lo. Agora, entretanto, a natureza está ao lado dos observadores e o pequeno planeta finalmente está mostrando sua cara!

Veja sobre a história da exploração planetária de Mercúrio nesse vídeo.
O motivo disso é que Mercúrio está próximo da sua máxima elongação, um momento astronômico que faz com que um astro, quando visto da Terra, pareça estar mais afastado visualmente do Sol, o que favorece sua observação por sofrer menos com o ofuscamento solar.

Isso acontecerá com Mercúrio no domingo, 31 de março, quando o planeta atingirá sua máxima elongação ocidental e poderá ser visto por um bom tempo antes do nascer do Sol. Se estivesse na máxima elongação oriental, as observações estariam favorecidas após o pôr-do-Sol, no quadrante oeste.

quinta-feira, 28 de março de 2013

IFF lança o Programa de Astronomia

Projeto de extensão em astronomia

O IFF (Instituto Federal Fluminense), com sede em Campos dos Goytacazes - RJ e campi em regiões próximas, pretende implantar o "Programa de Astronomia no IFF". Esse Programa é um conjunto articulado de projetos e de outras ações de extensão, preferencialmente integrados a atividades de pesquisa e ensino, e voltados para o conhecimento e difusão da Astronomia entre os estudantes e a comunidade em geral. 
Para isso a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura divulgou o edital referência para implantação do Programa. As inscrições de projetos e trabalhos deverão ser feitas de 01 a 30 de abril de 2013 e é aberto a todos os campi do Instituto.

O IFF é a sede do Clube de Astronomia Louis Cruls e recebe esse ano o 6º Encontro Internacional de Astronomia e Astronáutica, entre os dias 18 e 20 de abril.

Também está prevista a participação de aluno bolsista de extensão em um número máximo de dois por projeto com carga horária de 20h ou 12h semanais, recebendo 400 e 250 reais respectivamente, podendo ainda ser bolsista voluntário.

segunda-feira, 25 de março de 2013

É possível comprar e nomear uma estrela?

Coloque seu nome numa estrela

Numa noite à algumas semanas atrás, eu estava no Observatório onde trabalho e um garoto chegou para observar o céu. Ele me fez uma pergunta curiosa: "É possível comprar e nomear uma estrela?". Logo eu respondi que não era possível comprá-las, porque os seus nomes vinham de vários séculos atrás e/ou são catalogadas por números e letras, segundo normas. 

Mas ele prometia que tinha visto num programa que era possível comprá-las e ainda escolher os seus nomes. Então pesquisei sobre o assunto e achei uma ótima reportagem, publicada por um jornal em 2003.

Mas antes de ler, uma curiosidade: o único brasileiro nato que leva o nome num astro é Paulo Holvorcem, que descobriu o cometa Juels-Holvorcem, junto com seu colega americano na noite de 28 de dezembro de 2000. Se quiser "comprar" um estrela clique aqui, mas antes leia o texto abaixo "Vende-se estrelas":

(...) se você tiver algum dinheiro sobrando pode comprar um “certificado” numa “loja que vende estrelas”.
Numa mania originária dos Estados Unidos, onde se vende de tudo, essas empresas apenas utilizam as milhares de estrelas designadas numericamente nos catálogos estelares para que sejam atribuídas ao seu nome ou de uma pessoa querida.

sexta-feira, 22 de março de 2013

Astronauta brasileiro quer voltar ao espaço em 2015

1º BRASILEIRO NO ESPAÇO FEZ HISTÓRIA

A reportagem, publicada no portal de notícias Terra no começo de março, nos trás essa ótima notícia. Marcos Pontes, um dos três embaixadores da ONU para atividades de desenvolvimento industrial, é um ícone e grande incentivador da ciência no Brasil. 
Palestrante confirmado no 6º Encontro Internacional de Astronomia e Astronáutica, foi grande incentivador da abertura de alguns cursos de Engenharia Aerospacial por todo o país e ainda trabalha na NASA representando a AEB (Agência Espacial Brasileira).
Uma pena é ver que o Programa Espacial Brasileiro do jeito que está, patinando por décadas de atraso. 
A reportagem pode ser lida abaixo:

Primeiro brasileiro a ir ao espaço, o astronauta Marcos Pontes planeja nova viagem para além da Terra nos próximos anos. Ainda sem uma definição clara sobre a data de sua próxima missão, Pontes disse esperar voltar ao espaço entre 2015 e 2016. Ele viajou para a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) em 2006, fazendo história ao ficar dez dias em órbita ao redor da Terra.


“2015 ou 2016, essa é minha expectativa. Provavelmente, numa missão com os russos, como da outra vez (a Rússia é um dos parceiros majoritários da ISS). Existe a possibilidade sim, e é o que estou esperando”, afirmou, após participar de um evento no Rio de Janeiro.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Sistema do novo foguete japonês foi invadido

Mais um caso de espionagem espacial.

A notícia é de dezembro do ano passado, mas só tive conhecimento hoje. Quanto mais o tempo passa, novas notícias aparecem quanto ao uso de 'hackers' e malwares (softwares maliciosos) utilizados para roubos ou destruição de tecnologias. O grupo de hackers Anonymous já tentou invadir o sistema do jipe-robô Curiosity, segundo uma companhia de segurança internacional. E, em 2011, dois satélites americanos foram invadidos por chineses, mas não existe evidência da participação do governo chinês. Isso sem falar do supervírus Stuxnet, que atacou uma usina nuclear do Irã, danificando seriamente suas instalações.
A notícia sobre o vazamento dos dados do foguete japonês Epsilon pode ser lido abaixo, publicado no SpaceDaily:

A agência espacial japonesa (JAXA) anúnciou que existe a possibilidade de um vazamento de dados do primeiro foguete de combustível sólido, Epsilon, de acordo com a agência de notícias Kyodo.

Um spyware foi encontrado em um dos computadores pessoais da agência, no dia 21 novembro de 2012. Assim que descoberto esse computador foi desconectado da rede local. Especialistas estão rastreando a origem do vírus, o qual pode ter sido resultado de um ataque de hackers à agencia espacial japonesa. Os vazamentos podem conter parâmetros do foguete sólido, especificações do motor e manutenção e atas das reuniões da agência.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Mande o Garotinho para o espaço, literalmente.

Assim será a era da exploração comercial?

O deputado federal, ex-governador do Rio e ex-candidato a presidente Anthony Garotinho entrou na disputa para ir ao espaço. Isso mesmo. Mas ele está pedindo voto para um de seus 9 filhos, Anthony.

A promoção é a seguinte: você se inscreve no site, e por meio de votação popular, os 8 candidatos mais votados serão classificados para a próxima fase. Destes, somente 2 serão escolhidos (por testes) para o desafio internacional. Este último desafio será em Orlando (EUA) e consiste em 3 testes de resistência; com voo em um jato, gravidade zero e simulação de reentrada na atmosfera. Ao todo 22 pessoas irão realizar um voo a 100km de altitude.

Quando ouvi falar sobre essa promoção da marca de desodorante AXE, comentei com um amigo que não entraria porque algum artista, milionário, político, ator ou cantor entraria e com certeza venceria. Ele achou que isso não iria acontecer.
Bom, aconteceu. A foto abaixo é do blog do Garotinho:

sexta-feira, 15 de março de 2013

Inauguração do ALMA anuncia nova era de descobertas na ciência

Maior projeto astronômico do mundo


Na quarta (dia 13) o ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array), o maior projeto astronômico da atualidade, foi inaugurado numa cerimônia com representantes de vários países. O ALMA é um conjunto de 66 antenas que funcionam como radiotelescópios, situado num planalto a 5 mil metros de altitude, no deserto do Atacama (Chile). O evento marcou o final da construção da maior parte dos principais sistemas do telescópio gigante e a transição formal de projeto em fase de construção a observatório completamente operacional. O ALMA é uma parceria entre a Europa, a América do Norte e o Leste Asiático, em cooperação com o Chile. Veja vídeo especial aqui.

Eu tive a oportunidade de conhecer esse sonho que se tornou realidade, participando da 1ª comitiva oficial do governo brasileiro a visitar as instalações do ESO (Observatório Europeu do Sul) no Chile. Foi em agosto de 2011 e, apesar dos mais de 5 mil metros de altitude, o ar rarefeito e o frio de -10 ºC, foi uma experiência que vai ser difícil de ser superada (leia mais sobre esse dia aqui). Num ambiente totalmente hostil estavam engenheiros e cientistas criando ciência no maior projeto astronômico da atualidade. Leia também: Revista internacional fala sobre visita de brasileiros ao ESO



Um radiotelescópio é um instrumento de pesquisa que, ao invés de estudar os astros na luz visível (como o telescópio), estuda os astros na faixa das ondas de rádio (geralmente com antenas). E o ALMA é um arranjo de 66 antenas: 54 delas de 12 metros de diâmetro e 12 menores de 7 metros. Elas podem ser dispostas em diferentes configurações, com a distância máxima entre antenas variando entre 150 metros e 16 quilômetros! Há dois modos principais de funcionamento desse conjunto: as antenas podem ficar espalhadas pelo terreno, com maior distância entre si, quando o objetivo é focar num ponto mais específico do espaço e analisá-lo de forma detalhada; ou também é possível agrupá-las todas numa área central, com o que se tornam uma poderosa ferramenta para produzir imagens amplas do céu.
Capaz de observar o Universo detectando luz que é invisível ao olho humano, o ALMA mostrará pormenores nunca antes observados sobre a formação de estrelas, galáxias bebês no Universo primordial e planetas em formação em torno de sóis distantes. Descobrirá e medirá também a distribuição de moléculas - muitas delas essenciais à vida - que se formam no espaço entre as estrelas.

quarta-feira, 13 de março de 2013

A ousadia de Nicolau Copérnico e a renúncia do Papa

ENTRE UM CIENTISTA E UM PAPA, QUEM FOI LEMBRADO?

Comemorou-se, neste mês de fevereiro, os 540 anos do nascimento de Nicolau Copérnico (19/2/1473-24/5/154), tido como o principal responsável pela quebra do dogma do geocentrismo, isto é, de que a Terra teria de ser considerada, necessariamente, o centro do universo, para que não se contrariassem sagradas escrituras.

Admitir o heliocentrismo, isto é, a teoria segundo a qual o Sol ocupa o centro do universo, ao invés da Terra, tal como sugerira Copérnico, era considerado uma grave heresia, punida, muitas vezes, com tortura ou condenação à fogueira, pela politicamente dominante Igreja do Papa, responsável pela uso dos instrumentos altamente cruéis e coercitivos, a cargo da assim chamada Santa Inquisição.

sexta-feira, 8 de março de 2013

Astronauta brasileiro Marcos Pontes no 6º Encontro Internacional de Astronomia

ENCONTRO SERÁ EM CAMPOS, EM ABRIL

O primeiro, e até agora único astronauta brasileiro acaba de confirmar que participará do 6º Encontro Internacional de Astronomia e Astronáutica. O anuncio foi feito por Marcelo de Oliveira, diretor do evento e do Clube de Astronomia Louis Cruls (grupo responsável pelo Encontro).

Assim, a lista atualizada de palestrantes e participantes do Encontro pode ser vista abaixo:

- Marcos Pontes (primeiro astronauta brasileiro);
- Dr James Thieman (criador do projeto Radio JOVE, da NASA);
- Scott Roberts (presidente da Scientific Explorer);
- Pedro Russo ( Programa UNAWE - Holanda - Leiden University)- José Funes (Diretor do Observatório do Vaticano - Roma - Itália)
- Carlos Gurgel (AEB - Agência Espacial Brasileira)
- Carlos Alexandre Wuensche (INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais)
- Gennady Saenko (ROSCOSMOS - a agência espacial da Rússia)
- Laurent Laveder ( Projeto TWAN - França)
- Nazar Sallam (UAE - Emirados Árabes Unidos)
- Sebastián Musso (Presidente do Centro de Estudos Astronômicos de Mar del Plata - Argentina)
- Marcos Roberto Palhares (Agência Marcos Pontes).

quarta-feira, 6 de março de 2013

Porque devemos deixar Marte de lado e explorar lua de Júpiter.

Estamos procurando por vida no lugar errado?


Na busca por vida no sistema solar, a Europa, uma lua de Júpiter que abriga um oceano, parece mais promissora do que Marte, o grande deserto onde os Estados Unidos concentram seus esforços limitados por cortes orçamentários, afirmam especialistas.

"Fora da Terra, a Europa é o lugar do nosso sistema solar com a maior probabilidade de se encontrar vida, e deveríamos explorá-la", afirmou Robert Pappalardo, cientista responsável do Jet Propulsion Laboratory (JPL), laboratório da NASA (agência espacial americana).

Ele comenta que a lua é recoberta por uma camada de gelo relativamente fina, possui um oceano (líquido sob o gelo) em contato com rochas no fundo, é geologicamente ativa e bombardeada por radiações que criam oxidantes e formam, ao se misturar com a água, uma energia ideal para a vida.

NASA/JPL/Ted Stryk